3 Razões Pelos Quais Sua Estratégia de Marketing Digital Pode Estar Quebrando (E Como Corrigir)

Tempo de leitura: 5 minutos

estratégia marketing digital

Toda venda deve ter como base o marketing. Esse, por sua vez, somente ganha vida com uma comunicação direta, eficaz e persuasiva. Quer vender? Comunique. Quer ganhar dinheiro vendendo? Comunique o dobro. A estratégia (na teoria) parece ser fácil: eu tenho um produto a ser vendido e faço o marketing dele para isso. Quanto mais eu me comunico com o público, mais eu vendo e mais lucro eu alcanço. Certo? Certo até chegar à prática.

Muitas vezes, por falhas diversas, você possui um negócio e ele vai bem, muito bem, obrigado. Mas só. Há anos está estagnado no mesmo lugar e não evolui. Pior ainda é quando seu projeto que, antes trazia benefícios e lucros e, de uma hora pra hora, começa a decair. Quais os motivos que levam à falência? Acredite: o problema está na comunicação – mais precisamente, na sua estratégia de marketing.

Marketing digital e os pecados cometidos

Todo tipo de marketing deve e necessita ser rápido e ter a capacidade de “tocar” as pessoas. Ao tratar-se do marketing digital, essa velocidade triplica. Como estamos falando de um mundo online, devemos considerar que é o espaço onde as coisas ganham vida e se movimentam rapidamente, ou seja, uma informação passada agora, por exemplo, já se torna passado daqui alguns segundos. Prova disso são as publicidades que “pulam” em nossa tela adivinhando o tipo de produto que estamos procurando. Parece mágica, mas é tudo estratégia. O mundo da internet é muito veloz e, para estar sempre com visibilidade, um bom estrategista de vendas deve estar sempre “correndo atrás” de público, informações e a pegada da vez.

Alguns pecados (se assim podemos chamá-los) são cometidos diariamente por profissionais do marketing digital, sem que esses percebam. Logicamente, ao curto ou longo prazo, isso ocasionará a queda na venda. Listei 3 dos principais motivos pelo quais uma estratégia de marketing errada, muitas vezes, leva a falência de um negócio.

1.     Quem não é visto, não é lembrado.

Pioneiro dos 3 pecados capitais do marketing digital, a falta (ou a falha) do networking já consegue desfazer um negócio e colocá-lo abaixo sozinha (e eu nem preciso citar os outros 2 motivos se você já estiver cometendo esse erro). Vale recapitular: a palavra networking é a união dos termos em inglês “net”, que é “rede” e “working”, que é “trabalhando”. De modo resumido, o termo significa que, quanto mais extensa for o networking – ou rede de contatos – de um profissional, maior será a possibilidade de tal pessoa conquistar uma boa posição profissional, realizar bons negócios e obter informações.

Como consertar esse erro? No marketing digital, podemos traduzir a palavra como: bombardeie a página do seu público com o seu negócio. E isso não deve ser levado ao pé da letra porque cliente algum vai querer ter um bom relacionamento com um marketeiro que apenas lança produtos e fala de preços o dia todo. E ideia é sempre a comunicação eficaz: priorize o bom relacionamento e conteúdo, enviando e-mails e mensagens para seu cliente sobre assuntos diversos, faça com que ele se sinta especial, esteja sempre atento aos seus gostos e preferências e, indiretamente, vá lançando seu marketing direto.

Lembre-se: seja persuasivo para aumentar sua rede de contatos!

2.     Você ainda está no período dos dinossauros

Essa é clássica: o vendedor tem uma rede de contatos incrível, possui um bom mercado e a garantia da qualidade dos seus produtos já é bem visada e conhecida. Tudo certo até aí. O problema aparece na atualização de informações: a comunicação é sempre a mesma, o papo já é antigo e o cliente já está cansado do seu tipo de propaganda e anúncios. É claro que isso não vai agregar mais pessoas para seu negócio.

Conserte isso: faça bom proveito do seu meio de comunicação para estar sempre em dia com as notícias: seu marketing é digital e você está diante da internet o dia todo, ou seja, as oportunidades para fazer uma propaganda que tenham uma “boa pegada” praticamente “surgem” na sua frente. Sabe aquela moça-da-novela-que-cometeu-aquela-gafe-no-SPFW-e-está-todo-mundo-comentando? É aí a charada! Aproveite as notícias do dia para estar atualizado e falando a mesma língua que seu público.

3.     Procure o cliente insatisfeito

Quem está satisfeito com o que tem, não compra – é fato. E isto pode te ajudar de duas maneiras: a primeira é buscar clientes fora da sua rede de contatos e procurar saber seus problemas e como seu produto ou negócio pode ajudar solucioná-los; a segunda é modificar sua estratégia de venda com seu próprio cliente, fazendo com que ele compre mais (exemplo: uma pessoa possui um pacote de canais de televisão – e está muito bem com o que já tem, mas também não está gerando mais lucros para quem vende.

Abordá-la com novos pacotes e melhorias – sempre mantendo a boa comunicação, é claro – é uma boa alternativa de mantê-la consumidora do seu negócio, gastando mais dinheiro e gerando mais lucros, certo?). Aqui, vale lembrar-se de uma regra básica para venda (e para todo tipo de relacionamento): a verdade deve sempre ser priorizada – não tente enganar seu cliente, mantenha a ética e a confiança adquirida.

Summary
Review Date
Reviewed Item
3 Razões Pelos Quais Sua Estratégia de Marketing Digital Pode Estar Quebrando (E Como Corrigir)
Author Rating
51star1star1star1star1star

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *